sexta-feira, 13 de julho de 2012

Espírito Santo, pessoa ou força?

Alguns acreditam que o Espírito Santo é uma “força ativa”, um “poder sobrenatural” ou “algo impessoal”. Estas pessoas também dizem que o Espírito Santo não faz parte da Trindade e muito menos é da mesma substância Divina que Deus Pai e Deus Filho. Entretanto, a Bíblia, a Verdade, ensina que o Espírito Santo é a terceira Pessoa da Trindade, sendo Deus em essência como o Pai e o Filho o são. De fato, o Espírito Santo é infinito em força e poder, mas Ele não é uma mera força ou um mero poder e muito menos é impessoal. Quanto a esta questão, Charles Ryrie, o autor dos comentários da Bíblia Anotada Expandida, defende que “[o Espírito Santo] (1) possui e demonstra os atributos de uma Pessoa, (2) tem atitudes de uma Pessoa, (3) recebe atribuições que somente uma pessoa poderia receber e (4) se relaciona de modo pessoal com os seres humanos.” Então como pode, caro leitor, o Espírito Santo ser uma força e não uma pessoa? Hoje iremos defender que o Espírito Santo é sim uma Pessoa cheia de poder e força que se relaciona com outras pessoas. Iremos expor 3 argumentos que o Evangelista João usa a favor da nossa defesa de que o Espírito Santo é sim uma Pessoa e não uma força.

Primeiro argumento. Veja Jo 14.16-17: “E eu rogarei ao Pai, e ele vos dará outro Consolador, a fim de que esteja para sempre convosco, o Espírito da verdade, que o mundo não pode receber, porque não o vê, nem o conhece; vós o conheceis, porque ele habita convosco e estará em vós.” Assim como o Pai comissionou o seu Filho para morrer pelos nossos pecados, o Pai comissionou o Espírito Santo para ser o Consolador, o Ajudador, o Conselheiro do cristão. Esta missão eu considero como uma grande evidência de Sua pessoalidade. Você que é cristão, lembra-se das vezes que você esteve triste, cabisbaixo, desanimado e sem forças para fazer qualquer coisa? Pois bem, nessas horas, um grande amigo que seja sábio, encorajador e conselheiro sempre é bem vindo, não é verdade?! Pois o Espírito Santo é este amigo, é esta pessoa que age encorajando, aconselhando a vida dos cristãos! Só que com uma diferença, um amigo humano tem que descansar e ir para a sua casa, já o Espírito Santo não descansa, nem desampara o crente! Ele habita na vida dele, sempre está próximo, quer seja de manhã, a tarde, a noite ou nas longas madrugadas. Então? Como pode, caro leitor, o Espírito Santo ser uma força e não uma pessoa? Será que uma força pode aconselhar uma pessoa? Imagine a força elétrica de sua casa aconselhando você a não colocar o dedo na corrente elétrica, isso seria engraçado, não é mesmo? Exatamente porque a força elétrica é impessoal, ao passo que o Espírito Santo é sim uma pessoa que se relaciona com o Cristão aconselhando, encorajando e animando sua vida.

Segundo argumento. Agora abra para João 16.13: “quando vier, porém, o Espírito da verdade, ele vos guiará a toda a verdade; porque não falará por si mesmo, mas dirá tudo o que tiver ouvido e vos anunciará as coisas que hão de vir.” O Espírito Santo possui a missão de guiar os cristãos a conhecer toda a verdade! Certa tarde, estive evangelizando uma pessoa e ela me disse que não conseguia entender a Bíblia, porque não se achava capaz. Ela disse: “Eu tenho medo da Bíblia!” De fato ela tinha razão em dizer que não era capaz de entender a Bíblia. Essa pessoa não era crente em Cristo e por isso não tinha o Espírito Santo habitando nela para ensinar as coisas espirituais da Bíblia. Eu disse para ela orar em nome de Jesus e pedir a Deus que lhe desse entendimento de Sua Palavra através do Espírito Santo, porque as coisas espirituais somente se discernem espiritualmente, veja I Coríntios 2.13-14: “Disto também falamos, não em palavras ensinadas pela sabedoria humana, mas ensinadas pelo Espírito, conferindo coisas espirituais com espirituais. Ora, o homem natural não aceita as coisas do Espírito de Deus, porque lhe são loucura; e não pode entendê-las, porque elas se discernem espiritualmente.” Então como pode, caro leitor, o Espírito Santo ser uma força e não uma Pessoa? O Espírito Santo é o grande professor do cristão. Você já viu alguma vez a força da água ensinando para alguém que a água é formada por dois átomos de Hidrogênio e um de Oxigênio? Lógico que não, porque a água não é uma pessoa para poder ensinar, ao passo que o Espírito Santo de Deus é sim uma pessoa que ensina a todo cristão as verdades espirituais da Bíblia.

Terceiro argumento. O Espírito Santo convence o mundo do pecado conforme nos diz João 16.7-9: “Mas eu vos digo a verdade: convém-vos que eu vá, porque, se eu não for, o Consolador não virá para vós outros; se, porém, eu for, eu vo-lo enviarei. Quando ele vier, convencerá o mundo do pecado, da justiça e do juízo: do pecado, porque não creem em mim;” Esta função, a função de convencer o mundo do pecado, é de grande ajuda e encorajamento para os pregadores, pastores e evangelistas, pois faz com que eles não preguem a Palavra de Deus em vão ou a toa. Também porque eles não precisam se preocupar em converter as pessoas, apenas em pregar fielmente o Evangelho da Salvação. Ora quem converte e convence o homem do pecado é o Deus Espírito Santo. Por isso não há motivos para o pregador do evangelho se gabar se alguma vez uma, cinco, dez ou cem pessoas se converteram na sua pregação! Porque quem efetua o milagre da salvação é o Espírito Santo de Deus!

João nos mostra que o pecado mais grave da humanidade é o da incredulidade em Cristo Jesus. As pessoas que não seguem a Jesus estão morrendo eternamente no pecado da incredulidade. A única solução para o homem incrédulo é passar a crer em Jesus Cristo como o seu único e suficiente Salvador e Senhor. Crer significa muito mais do que apenas acreditar na existência de Jesus, crer é seguir os passos de Jesus, é ser um verdadeiro discípulo de Cristo. E esta obra da conversão do pecador é realizada pelo Espírito Santo na vida do homem incrédulo. É o Espírito Santo quem convence o pecador do seu pecado de não crer em Jesus, de não seguir a Jesus Cristo. Sendo assim, como pode, caro leitor, o Espírito Santo ser uma força e não uma pessoa? Já pensou se todo semáforo pudesse convencer o motorista a obedecê-lo!? Isto seria maravilhoso, porque os acidentes diminuiriam. Inclusive, se os semáforos pudessem convencer os pilotos de motos a não avançar quando estivesse no vermelho, hoje minha mão direita não teria defeitos e nem o joelho de minha esposa, porque numa certa noite o piloto teria parado ao invés de avançar o semáforo. Sabe de uma coisa, os semáforos não são uma pessoa, eles são apenas um objeto inanimado, sem vida, que não consegue convencer as pessoas, apenas fazer indicações de verde, amarelo e vermelho, e nós criamos expectativas de que os pedestres, motoristas e pilotos o respeitem. Agora o Espírito Santo sim é uma pessoa que consegue convencer as pessoas, convencer as pessoas da grande incredulidade em Cristo.

Concluímos que o Espírito Santo é sim uma Pessoa porque ele anima, encoraja, aconselha, também porque ele ensina as verdades espirituais contidas na Palavra de Deus, além de sabermos que ele é a Pessoa responsável em convencer o homem pecador da sua incredulidade em Jesus Cristo. Se você, caro leitor, ainda pensa que o Espírito Santo é uma força e não uma pessoa, eu sinto muito, mas você está caindo nas forças de Satanás. Ele está cegando todo o teu entendimento para você não enxergar as palavras claras da Bíblia. Aceite o desafio de orar em nome de Jesus e peça a Deus que lhe abra o teu entendimento através do seu Santo Espírito, a fim de que você passe a ver. Arrependa-se do teu pecado e passe a crer, a ter fé no Deus Trino que tem poder e força para salvar a tua vida da condenação do inferno.

E você que é crente? Outra prova que o Espírito Santo é uma pessoa é porque ele age conforme algumas obras! Você sabe quais são as obras do Espírito Santo de Deus? São estas: “amor, alegria, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fidelidade, mansidão e domínio próprio.” Está escrito lá Gálatas 5.22-23. Uma força não conseguiria operar estas forças, apenas uma Pessoa! A pergunta que eu te faço é a seguinte: você tem andado, vivido nas mesmas obras do Espírito Santo de Deus. Você tem andado no amor do Espírito Santo? Você tem sido um crente alegre? Você tem promovido a paz no seu trabalho, escola, faculdade, no seu bairro, na sua casa, na sua família? Você tem sido longânimo com as pessoas? Você tem procurado o maior bem do seu próximo? Você é uma pessoa que é cheia da bondade de Deus? Você é fiel a Deus? Você resolve seus problemas com mansidão? Você tem controle sobre suas emoções, ações? Enfim, você tem imitado as obras do Espírito Santo de Deus em sua vida, porque é assim que o Espírito Santo age. E um crente espiritual é aquele que imita as obras do Espírito Santo. Você tem imitado o Espírito Santo de Deus?

Que Deus te abençoe!

A serviço do Mestre

Tibério Bezerra


Nenhum comentário:

Postar um comentário