sábado, 7 de julho de 2012

Guerra Silenciosa!


Existem vários tipos de guerra no nosso mundo!

1)  Há as guerras sangrentas que causam milhões e milhões de mortes tanto de militares como de civis inocentes. Exemplos destas guerras sangrentas são as duas primeiras guerras mundiais e também os constantes conflitos no Oriente Médio hoje em dia.

2)  Há as guerras políticas entre partidos, principalmente, entre os partidos de esquerda e direita, onde cada um quer impor as suas ideologias partidárias a qualquer custo, mesmo que seja de maneira desonesta através da corrupção.

3)  Há as guerras econômicas onde países buscam ser o mais rico e mais poderoso do mundo. E isto somente pelo prazer do poder monetário (“se fosse pelo menos para serem sempre generosos ajudando a quem precisasse, mas nem sempre é assim, é mais para se apossar do poder financeiro.”)

4)  Há também as guerras esportivas. Um grande exemplo de guerra esportivo é a Copa do Mundo de Futebol, cuja próxima batalha será em 2014 aqui no Brasil, onde os melhores do mundo guerreiam para conquistar a taça mais almejada do planeta.

Enfim, existem muitos outros tipos de guerra, mas quero destacar apenas mais uma. Esta é uma guerra que não faz barulho, que não se sentem dores físicas, que não se ver a olho nu. Aparentemente esta guerra nem existe, mas é a mais real, é a mais séria e é a mais importante de todas as guerras. Estou falando aqui da guerra espiritual! Caro leitor, você já ouviu falar desta guerra: a guerra espiritual? Se não, pois fique sabendo que esta guerra é a que tem provocado a maior destruição de toda a ração humana em todos os tempos e, ao mesmo tempo, é a guerra mais sorrateira, mais silenciosa. Até parece que não existe.

Porém além de existir, a Bíblia nos alerta, em Efésios 6.12, quanto a esta luta espiritual. Abramos então a Bíblia para Efésios 6.12: “porque a nossa luta não é contra o sangue e a carne, e sim contra os principados e potestades, contra os dominadores deste mundo tenebroso, contra as forças espirituais do mal, nas regiões celestes.” Esta passagem está mostrando para os crentes que mais importante do que as guerras que citamos no início, que Paulo chama de sangue e carne, é a guerra contra Satanás e seus demônios, a guerra espiritual, a guerra contra os principados e potestades. No decorrer desta passagem de Efésios 6 até o versículo 20, Paulo apresenta uma série de armas que devem ser utilizadas pelos crentes a fim de lutarem preparados contra os seus inimigos espirituais com o fim de obterem um bom êxito nos combates espirituais.

Duas dessas armas são a Palavra de Deus e a oração. O crente que é afiado na Palavra de Deus, conhece as táticas e estratégias do inimigo. Satanás é um ser pessoal muito sagaz, ele é o inimigo mais astuto que o crente possa ter. A Bíblia diz que ele age pelo menos de três formas. Vejamos rapidamente estas três formas. Primeira, abra para 2 Co 11.3: “Mas receio que, assim como a serpente enganou a Eva com a sua astúcia, assim também seja corrompida a vossa mente e se aparte da simplicidade e pureza devidas a Cristo.” Aqui vemos que a forte estratégia de guerra de Satanás é o engano. Satanás engana as pessoas do mundo assim como enganou Eva e o pecado entrou na terra. Uma segunda estratégia que ele utiliza está em 2 Co 11.14: “E não é de admirar, porque o próprio Satanás se transforma em anjo de luz.” Satanás age se transformando em anjos de luz! Geralmente as pessoas são atraídas pelo surpreendente, pelo misterioso, pelo miraculoso, prova disso é que quando acontece algo sobrenatural, muitas pessoas ignorantes passam a adorar, a venerar, a santificar ou a endeusar aquele fato e, provavelmente, aquele acontecimento foi uma das ações ludibriantes de Satanás. E, uma terceira estratégia de Satanás é que ele age devorando as pessoas, assim como um leão que ruge, veja I Pe 5.8: “Sede sóbrios e vigilantes. O diabo, vosso adversário, anda em derredor, como leão que ruge procurando alguém para devorar;”! É necessário que todo crente seja sóbrio e vigilante, através da leitura da Bíblia e da oração ao Senhor. Satanás não para com suas constantes investidas contra os crentes no Senhor Jesus Cristo porque ele tem um forte objetivo: fazer o crente cair em tentação.

Os demônios também são bastante poderosos! Eles se opõem aos cristãos com toda força e tentam oprimir as suas vidas mental e fisicamente. E na vida dos descrentes, eles vão muito mais além que apenas uma opressão, eles se apropriam do corpo da pessoa agindo de forma destruidora. Eles se manifestam na pessoa possessa de diversas maneiras, dependendo do caráter demoníaco de cada um deles. O motivo por que o crente não é possesso pelos demônios e os descrentes o são, é porque os crentes são habitados pelo Espírito Santo de Deus. Já o descrente, como não é selado pelo Espírito Santo, ele fica a mercê das ações dos demônios. Jesus Cristo exortou aos discípulos dizendo que a vitória contra os demônios nesta guerra espiritual não pode ser conseguida sem oração e jejum. Então eu lhe pergunto: como tem sido sua vida de oração? Como tem sido sua vida de jejum? Será que você é um crente que nem lembra mais destas duas armas espirituais? Tome cuidado para você não ficar desprotegido, vulnerável aos ataques de Satanás, pois sem estas armas, você será uma presa fácil, fácil para ele te devorar junto com seus demônios.

Nesta guerra silenciosa, nesta luta contra Satanás e seus demônios, o nosso maior exemplo de Pessoa, de grande Lutador contra os nossos inimigos é Jesus Cristo. Ele venceu muitas batalhas aqui na terra expulsando demônios e livrando muitas pessoas de possessões demoníacas. E contra o próprio Satanás, Jesus Cristo o venceu no deserto, quando o Diabo, ousadamente, tentava ao próprio Deus Todo-Poderoso. O interessante é que Jesus Cristo estava preparado para os combates espirituais, ora, ele sempre estava penetrado na Palavra e em comunhão com o Pai pela oração e jejum. Na tradicional batalha no deserto, as narrativas evangelísticas nos dizem que Jesus foi guiado pelo Espírito e passou 40 dias em plena oração e jejum e teve fome. Quando o tentador veio se aproveitar da fraqueza física do Deus Filho, porque Jesus estava com fome, Satanás havia se esquecido de que Jesus estava forte espiritualmente que é o mais importante numa guerra espiritual.

Irmãos, nós, crentes, precisamos seguir o excelente exemplo de Jesus. Você tem cuidado do seu espírito como ele cuidava? Ou você tem vivido apenas para a vida material? Para o corpo? O que você tem mais alimentado, o seu corpo, seus sonhos materiais? Ou o seu espírito? Lembra-se da parábola do jovem ganancioso que ajuntou tantos grãos no seu celeiro que resolveu destruí-los e construir outros maiores para ajuntar mais bens materiais? Só que esta atitude tão empreendedora não foi aprovada por Deus, porque ele não dava atenção para o fortalecimento da sua alma, que é o principal, ao passo que ele cuidava somente dos seus negócios materiais. Então Deus disse para ele: louco esta noite te pedirão a tua alma, o que você tem preparado para ela?

Caro leitor, se você não prepara nada para a sua alma, você está desqualificado e fraco para lutar nos combates espirituais. Tudo isto é uma questão de simples escolha. Jesus escolheu alimentar seu espírito e deixar a vida material em segundo plano. Os resultados da boa escolha do Mestre foram evidentes no final de todas as suas batalhas espirituais: ele sempre venceu, ele sempre conseguiu expulsar os demônios e ele sempre conseguiu vencer as tentações. Você já parou para pensar por que é que você não vence as tentações do inimigo? Com certeza, não é porque você não consegue suportar, não, provavelmente, é porque você não está se preparando espiritualmente, ao passo que você está se preparando apenas para as guerras deste mundo passageiro. Guerras estas que não deveriam gastar tanto do nosso tempo a tal ponto de abandonarmos o preparo da nossa alma. Não é pecado nos prepararmos para as guerras deste mundo, a não ser que o preparo para estas guerras estejam impedido o nosso preparo espiritual.

Se Satanás tentou o próprio Cristo, o Filho de Deus, quanto mais a nós que somos seus discípulos! Por isso não despreze jamais a ação sorrateira do maior inimigo cristão. Se você é crente, esteja em alerta e em sobriedade para combater um bom combate nesta guerra silenciosa contra os nossos inimigos espirituais! Se prepare para a guerra espiritual! Viva penetrado na Palavra de Deus! Desenvolva a prática da oração e do jejum!

E você que não é crente, você pode está sendo seduzido por Satanás e não sabe. Ou até pode ser, que você já tenha sido possuído por algum demônio. Também pode ser que você já viu outro descrente sendo possuído por algum demônio e você achou aquilo horripilante, terrível para uma pessoa. Saiba que todas as pessoas que não são seladas pelo Espírito Santo de Deus são vulneráveis a serem possuídas pelos demônios, e você pode ser uma destas pessoas. Mas há uma esperança para você: ore pedindo misericórdia a Deus, arrependa-se dos seus pecados, converta-se ao Senhor Jesus Cristo. Tenha fé somente em Cristo Jesus como o Salvador e Senhor de sua vida, pois assim, ele vai selar a sua vida com o Espírito Santo.

Deus te abençoe.

A serviço do Mestre

Tibério Bezerra

Nenhum comentário:

Postar um comentário