segunda-feira, 23 de julho de 2012

Que tipo de coração é o seu?


Leiamos Mateus 13.1-9: “Naquele mesmo dia, saindo Jesus de casa, assentou-se à beira-mar; e grandes multidões se reuniram perto dele, de modo que entrou num barco e se assentou; e toda a multidão estava em pé na praia. E de muitas coisas lhes falou por parábolas e dizia: Eis que o semeador saiu a semear. E, ao semear, uma parte caiu à beira do caminho, e, vindo as aves, a comeram. Outra parte caiu em solo rochoso, onde a terra era pouca, e logo nasceu, visto não ser profunda a terra. Saindo, porém, o sol, a queimou; e, porque não tinha raiz, secou-se. Outra caiu entre os espinhos, e os espinhos cresceram e a sufocaram. Outra, enfim, caiu em boa terra e deu fruto: a cem, a sessenta e a trinta por um. Quem tem ouvidos para ouvir, ouça.

Quando Jesus estava na terra, quase sempre estava rodeado de pessoas que o seguia. Elas viam seus milagres, outras recebiam os milagres e outras escutavam seus valiosos e maravilhosos ensinamentos através de suas pregações. Infelizmente, e por incrível que pareça, nem todas aceitavam os ensinamentos cheios de sabedoria de Cristo. A estas pessoas Cristo contou a Parábola do Semeador. Nesta história, o semeador que semeia representa o evangelista, a pessoa que leva o Evangelho da Salvação. A semente que tem o potencial para gerar uma grande e maravilhosa árvore é a Palavra de Deus. E o solo, o local onde cresce a semente, representa o coração das pessoas.

Antes da Semente dá fruto, ela precisa ser plantada. Assim é a Palavra de Deus, ela precisa ser pregada, como está sendo neste momento. Mas por que muitas vezes a Palavra de Deus é pregada, as pessoas escutam, mas elas não dão os frutos que são ensinados na Bíblia? Por exemplo: Por que as pessoas escutam um sermão sobre o amor de Cristo, mas não amam? Sobre o perdão, mas sentem dificuldades em perdoar? Sabe por quê? Porque depende do tipo de solo que a semente está sendo semeada. Depende do tipo de coração que está escutando. A Bíblia é viva e eficaz, mas quando faz morada em três tipos de corações, que veremos, ela não produz frutos. No entanto, há um tipo de coração que a Bíblia produz muitos frutos, este é o coração do verdadeiro crente, do verdadeiro seguidor de Cristo, do verdadeiro discípulo cristão. Eu te pergunto: quando você escuta a Palavra de Deus, como você reage a ela?

O solo à beira do caminho representa o coração duro. É um tipo de solo vulnerável, é um solo difícil para nascer alguma coisa. O solo à beira do caminho geralmente é duro de tanto as pessoas pisarem. Assim é o coração do homem: é duro. Sabe por quê? Porque é orgulhoso. O orgulho é a rocha mais dura que possa existir. O homem consegue explodir rochas das mais duras para fazer estradas; consegue triturar a rocha que faz a brita para as nossas construções; consegue até lapidar o diamante que dizem que é uma das pedras mais dura que existe; mas o homem não consegue quebrar o orgulho que inunda o coração endurecido. A consequência do orgulho do homem é o inferno. O orgulho originou-se no coração de Satanás, ele não conseguiu dominá-lo, por isso foi condenado ao inferno. Só uma pessoa pode quebrar o orgulho humano, Jesus Cristo. O grande problema é que o homem de coração duro, o homem orgulhoso, o homem do tipo de solo à beira do caminho não quer entregar sua vida a Jesus. O homem é tão orgulho que ele prefere dar seu coração a Satanás a dar para Jesus Cristo. Jesus conta na Parábola que aves apareceram no caminho onde a semente havia caído. E o que as aves fizeram? Comeram a semente. É exatamente isto que Satanás faz. Satanás representa aquela ave que comeu a semente, que levou a semente para muito longe do caminho.

Uma ave tem facilidade de locomoção. Pode está rapidamente num local e noutro. Satanás também é rápido, ele não quer que você escute a Palavra de Deus. Ele não quer que a semente germine em seu coração, por isso ele é ágil para levá-la para bem longe de ti. A Bíblia ensina que Satanás era um Querubim, um anjo que ensoberbeceu o seu coração e se rebelou contra Deus e por isso foi condenado ao inferno. A Bíblia também diz que ele é o deus deste século. Ele cega as pessoas para que a verdade não entre em seu coração (II Co 4.3-4). Ele engana transformando a verdade em mentira (II Co 11.3). Ele imita até anjos para iludir as pessoas que estão conhecendo a Bíblia (II Co 11.14). Sua grande missão é tirar a Palavra de Deus do coração dos descrentes (Lc 8.12). Enquanto Deus quer que todos sejam salvos, Satanás quer que todos morram eternamente no inferno. Ele sabe que a Verdade da Palavra de Deus liberta o homem do pecado, por isso ele age tão rapidamente e sem cessar para tirar os ensinamentos de Jesus dos corações dos que estão começando a ouvir. Alguma vez você contou para alguém que estava lendo a Bíblia ou que escutou uma pregação e esta pessoa disse que isto era besteira, coisas de fanáticos religiosos e te aconselhou para parar com esta besteira de Bíblia? Pois eu digo para você se afastar desta pessoa que está sendo usada por Satanás para arrebatar a semente do seu coração.

Além do solo à beira do caminho que representa o coração duro, existe o solo rochoso.

O solo rochoso representa o coração iludido. Esse solo é muito interessante. Ele parece ser bom, porque tem areia em cima, mas se cavarmos um pouco, perceberemos que ele está cheio de rocha. É muito difícil de penetrar nele mais a fundo. Se o agricultor plantar neste tipo de solo, a planta nascerá, mas não crescerá porque não tem espaço, não tem profundidade. Assim são algumas pessoas que iniciam na igreja, elas começam bem. São assíduas, participam de todos os cultos e programações, até evangelizam ou cantam muito bem, mas elas não são crentes genuínas. Este tipo de pessoa esfria com o tempo e abandona o caminho de Cristo. O que aconteceu com aquela alegria quando levantou uma de suas mãos demonstrando que queria se converter? Na realidade, não foi o Evangelho que impactou seu coração, mas as palavras bonitas do pastor, ou até mesmo a beleza do pastor.

Ela não sabia o que estava fazendo quando levantou sua mão. Ela pensava que podia continuar tendo sua vida de pecado fora da igreja e dentro da igreja ser uma religiosa exemplar. Quando ela entendeu mesmo que o Evangelho deve ser praticado, ela desistiu. Quando ela entendeu mesmo que o Evangelho exige renúncia, exige que tomemos a nossa cruz e sigamos a Cristo, ela desistiu. Logo a tristeza tomou de conta do seu ser e desistiu de seguir a Cristo. Tudo era uma linda ilusão, uma grande fantasia que ela criou sobre o que é ser um cristão. Esse tipo de solo representa aquele tipo de pessoa que se diz crente, mas quando a sociedade começar a persegui-la depois da conversão, ela não aguenta e abandona o verdadeiro cristianismo. Isto não quer dizer que ela perdeu a salvação, mas quer dizer que ela nunca foi crente, que ela nunca foi salva, apenas estava se enganando, se iludindo. Ela não deixou que a Palavra de Deus penetrasse mais a fundo no seu coração para transformar realmente sua vida, porque estava cheio de rochas, de empecilhos. E como deve existir muitas pessoas iludidas neste mundo, pensando que é de Deus, mas na verdade, são apenas simpatizantes, acham bonito a religião cristã.

Quero fazer algumas perguntas para você que se diz ser crente. Você está disposto a morrer por Cristo? Se no Brasil fosse proibido ser crente, mesmo assim, você levantaria a bandeira de cristão correndo risco de vida? Ou será que você é diferente dos cristãos da Igreja Primitiva que foram perseguidos, mas não desistiram do cristianismo? Tertuliano, um verdadeiro crente do terceiro século da Igreja, chegou a dizer assim: “O sangue dos mártires é a semente dos cristãos.” Que palavras bonitas de um verdadeiro cristão, não é verdade? Pois em meios a tantas perseguições provou a sua lealdade ao Deus que o salvou. Eis aqui um homem que não tinha um coração iludido, mas um coração confiante em Cristo. A vida de um homem que tem o coração iludido é muito rala, qualquer coisinha ele cai, ele desiste. Tome cuidado com o que você pensa sobre o que é ser um cristão.

Além do coração duro, do coração iludido, há o coração imaturo.

O solo espinhoso representa o coração imaturo. O que acontece se o agricultor plantar uma roça, mas não ficar limpando? O mato nascerá porque o mato cresce mais rápido do que a planta. Assim é a pessoa que toma uma decisão de seguir a Cristo, mas não se apega à leitura da Bíblia. Ela não crescerá e consequentemente o mato crescerá e acabará sufocando rapidamente a sua vida. O que é o mato? O mato representa duas grandes barreiras, veja Mt 13.22. Primeira, representa o mundanismo. Mundanismo é um estilo de vida totalmente distorcido do estilo de vida proposto por Deus. Podemos exemplificar como sendo toda e qualquer moda sensual, músicas imorais, palavreado cheio de piadas imorais, pornografia, as más amizades, a corrupção, etc. Se você se diz crente, mas não está crescendo na Palavra, tome cuidado com o mato, com o mundo, para ele não te ludibriar, para ele não te sufocar com os seus prazeres. A Bíblia nos ensina para não tomarmos a forma do mundo, como um bolo toma a forma redonda se a fôrma for redonda, ou quadrada se a fôrma for quadrada. Se você é crente, então, ao invés de se deixar influenciar pelo mundo, influencie o mundo para o estilo de vida cristão.

Além do mundanismo, o mato também representa a fascinação do homem pelas riquezas. É a avareza, a luxúria, a falta de descontentamento com o que tem. Jesus disse que ninguém pode servir a dois senhores, pois ou a de adorar a um, ou ao outro. Ninguém pode servir a Deus e as riquezas (Mt 6.19-21). Também Paulo disse que o amor ao dinheiro é a raiz de todos os males (I Tm 6.6). Uma das fortes razões porque muitos abandonam o caminho de Cristo, é porque não querem abandonar a sua cegueira pelo dinheiro, a sua ambição pelo poder financeiro, a sua grande vontade de querer ser rico e cada vez mais rico.

Infelizmente, as igrejas que pregam o Evangelho da Prosperidade encontraram estratégias para não ferir o coração imaturo destas pessoas que não querem abandonar as riquezas por Cristo. Estas igrejas estão cheias de pessoas com corações imaturos porque estão conseguindo casar, conciliar o amor a Deus com o amor ao dinheiro. As propagandas destas megas igrejas quase sempre apresentam pessoas que se tornaram ricas depois que entraram para a Igreja e contam muitas e muitas vantagens financeiras que ocorrem quando se entra para uma destas igrejas. Não estou duvidando que isto aconteça, que uma pessoa possa se tornar rica depois que entra para uma destas igrejas, mas estou duvidando se estas igrejas que pregam o evangelho da prosperidade sejam realmente a Igreja de Cristo. A verdade é que nenhuma igreja pode aliviar o coração imaturo das pessoas, nenhuma igreja pode mercadejar a Palavra de Deus para atrair o maior número de pessoas para seus templos com mensagens destorcidas do verdadeiro Evangelho puro e simples de Cristo. A verdade deve ser deixada bem clara para os fiéis: ninguém pode servir a Deus e as riquezas. Quero aproveitar e deixar um recado para a liderança destas igrejas: não ensinem o evangelho da prosperidade, mas mostrem para os fiéis que o amor ao dinheiro faz parte do solo espinho, do coração imaturo e passem a ensinar o Evangelho que Jesus ensinou, pois é com este Evangelho que há o verdadeiro crescimento de um discípulo de Cristo, não é com filosofias humanas.

Além do coração duro, do coração iludido e do coração imaturo, há um coração diferente, é o coração frutífero.

O solo fértil representa o coração do verdadeiro discípulo de Cristo, o coração frutífero. Este tipo de solo é o bom! As pessoas não apenas ouvem e recebem, elas mostram para o mundo que são verdadeiros crentes. Elas dão o bom testemunho de um genuíno cristão. São exemplos de uma verdadeira nova criatura. Ela possui o fruto do Espírito Santo estampado em seu ser. São pessoas que amam a obra de Deus, amam servir a Deus na Igreja. São pessoas que amam viver de acordo com os mandamentos de Cristo. São pessoas que não seguem o estilo de vida do mundo, são pessoas que não amam a riqueza, são pessoas que são fiéis a Deus tanto na bonança como na perseguição. São pessoas que pensam como Tertuliano: “O sangue dos mártires é a semente dos cristãos.” São pessoas que são desprendidas do seu “Eu”, do orgulho. São pessoas humildes para servir a Deus em sua obra. Este tipo de coração, o coração frutífero, é o coração que agrada a Deus, que glorifica a Deus. Será este o seu coração?

Qual é o tipo do seu solo? Que tipo de coração é o seu?

Se você ainda não tem o coração frutífero, o coração que agrada a Deus, você precisa de um. Peça para Deus transformar sua vida. Só Jesus pode transformá-la. Peça a Deus para quebrar o seu orgulho, o seu coração duro. Peça a Deus para tirar da sua mente a ilusão do que é ser um verdadeiro cristão. Peça a Deus para ti tirar do mundanismo, arrancar do seu coração o apego que você tem pelas coisas materiais, pelas riquezas. Arrependa-se dos seus pecados e tenha fé apenas em Jesus. Converta-se a Cristo Jesus.

Que tipo de coração é o seu? O coração duro, o coração iludido, o coração imaturo ou o coração frutífero?

         Que Deus te abençoe.
         
         A serviço do Mestre


         Tibério Bezerra





4 comentários:

  1. Sou maravilhada por seus escritos. Você é muito inteligente e sábio. Te amo.
    Marta.

    ResponderExcluir
  2. Respostas
    1. Obrigado, Moacir. Edifique-se mais, lendo outras postagens.

      Excluir